Covid: SC mantém vacinação de adolescentes sem comorbidades após Ministério da Saúde orientar suspensão

Reunião na tarde desta quinta-feira (16) decidiu continuar a imunização nessa faixa etária.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de Santa Catarina informou na noite desta quinta-feira (16), após reunião, que vai manter a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos contra a Covid-19. O encontro entre secretários municipais e estadual de Saúde ocorreu após o Ministério da Saúde, em nota na quarta-feira (15), mudar a regra e recomendar a não vacinação de adolescentes sem comorbidades.

 

Em Santa Catarina, a vacinação dos adolescentes vai priorizar portadores de comorbidades, deficiência permanente, gestantes, puérperas, lactantes e sob medidas sócio educativas. O imunizante utilizado será do laboratório Pfizer, o único autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para essa faixa etária.

A decisão de manter a vacinação de adolescentes em Santa Catarina foi baseada em posicionamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) que indica a aplicação da vacina nesse grupo.

Durante a reunião, o superintendente de vigilância em saúde, Eduardo Macário, destacou que a vacinação dos adolescentes é necessária, importante e que não existe nenhuma contraindicação de vacinação deste público com doses da vacina Pfizer, já aprovada pela Anvisa para essa aplicação.

 

Fonte: Por Caroline Borges, G1 SC

Foto: Ricardo Wolffenbüttel/SECOM

Comentários